Geral - 21/03/2019 - 09:34:36
Jri condena mulher por matar marido paraplgico em Murici
A juza Emanuela Porangaba definiu a pena em 20 anos e 8 meses, levando em conta que a r dificultou qualquer possibilidade de fuga ou pedido de socorro

Maria Jos da Silva foi condenada a mais de 20 anos de recluso. Maria Jos da Silva foi condenada a mais de 20 anos de recluso. Foto: Caio Loureiro.
Jri condena mulher por matar marido em Murici
- Jri condena mulher por matar marido paraplgico em Murici

O Tribunal do Jri da Comarca de Murici condenou Maria Jos da Silva pelo assassinato do marido Jos Severo dos Santos e ocultao de seu cadver, em sesso nesta quarta-feira (20). O crime ocorreu em fevereiro de 2017. O homem era paraplgico e, segundo a acusao, foi atacado com um faco enquanto dormia.

A juza Emanuela Porangaba definiu a pena em 20 anos, 8 meses e 15 dias de recluso. Ao fazer o clculo da penalidade, a juza levou em conta que  a condenada aplicou golpes por meio de instrumento corto-contudente no rosto e no crnio da vtima que era cadeirante, o que denota a acentuado reprovabilidade da conduta perpetrada pela r.

A magistrada anotou ainda na sentena que o crime foi cometido na calada da noite, o qual dificultou qualquer possibilidade de fuga ou pedido de socorro por parte da vtima.

Segundo o Ministrio Pblico, a mulher amordaou e asfixiou Jos Severo, impedindo-o de gritar. Consta no processo que Maria enrolou o cadver em um lenol e o enterrou no quintal da residncia, colocando cimento, livros e plantas sobre o local. Em depoimento, ela afirmou que a polcia inicialmente no desconfiou, porque o local estava bonitinho.

Durante o processo, a r contou que no dia do homicdio flagrou, no celular do marido, imagens sensuais de uma vizinha e troca de mensagens. Ela confessou o crime, mas disse ter agido em legtima defesa, pois o marido seria violento. Alegou que neste dia, durante a discusso por cime, ele chegou a usar uma arma de fogo contra ela. Ele teria apertado o gatilho, porm o disparo no teria ocorrido.

Aps o crime, Maria Jos da Silva foi delegacia e registrou boletim de ocorrncia comunicando o desaparecimento do marido.


Diretoria de Comunicao - Dicom TJAL - IN
imprensa@tjal.jus.br - (82) 4009-3141/3240


Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.