Corregedoria - 25/04/2019 - 15:53:46
Corregedor reúne-se com Funjuris para avaliar melhorias na arrecadação
Um dos principais pontos debatidos foi sobre como evitar a evasão de custas judiciais e incrementar o serviço prestado à sociedade

Membros do Funjuris apresentaram demandas para o corregedor Fernando Tourinho. Foto: Itawi Albuquerque Membros do Funjuris apresentaram demandas para o corregedor Fernando Tourinho. Foto: Itawi Albuquerque

Representantes do Fundo Especial de Modernização do Poder Judiciário (Funjuris) estiveram reunidos com o corregedor-geral da Justiça, desembargador Fernando Tourinho, a juíza Lorena Sotto-Mayor, e servidores da Corregedoria Geral, na manhã desta quinta-feira (25), para avaliar maneiras de melhorar a arrecadação do Poder Judiciário alagoano.

“O desembargador corregedor marcou essa reunião com todos que compõem o Funjuris e nós viemos aqui pedir o apoio dele para que, através da Corregedoria, possamos incrementar ainda mais a arrecadação. Foi muito positiva a reunião. Cada vez mais a gente precisa evitar que o dinheiro que pertence ao Poder Judiciário seja cobrado. Nós devemos prestar sempre o melhor serviço e, para isso, nós temos que arrecadar para investir na modernização”, afirma o presidente do Funjuris, juiz Maurício Brêda. 

O corregedor-geral, desembargador Fernando Tourinho, reforçou que o encontro trouxe pontos importantes e que alguns deles já foram encaminhados. Ele destacou a importância do diálogo para estabelecer metas.

“Em relação a arrecadação das custas judiciais, a gente está pensando em ampliar o setor da contadoria da Capital para que ela tenha musculatura e atenda toda a demanda de Alagoas. A evasão de receita é muito grande, principalmente no interior do Estado, onde não tem uma contadoria. Além disso, estamos avaliando a contratação de novos servidores para dar suporte à contadoria. Quanto ao extrajudicial, estamos amadurecendo o debate para deixar claro o que pode e o que não pode, para que tanto os cartórios possam se adequar ao regramento, quanto o Funjuris e a Corregedoria”, ressaltou. 

Para a servidora do setor de Contadoria Judicial da Capital, Kerlla Gonzaga, a reunião apontou para benefícios que podem abranger todo o Estado. 

“Um dos intuitos foi de verificar a possibilidade de unificar o setor de custas, uma vez que, atualmente, a contadoria da capital só elabora os cálculos de Maceió. Nesse quesito, o foco foi tentar ampliar isso para abranger todos os processos de Alagoas. Hoje a gente deu um grande passo que foi ver a possibilidade desse processo realmente acontecer. Agora, é montar essa estrutura e ter pessoas capacitadas para realizar esse trabalho”, comentou.


Victor Lima - Ascom CGJ/AL

imprensacgj@tjal.jus.br - (82) 4009-7167


Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.