Corregedoria - 23/08/2019 - 14:38:28
Fernando Tourinho e OAB discutem melhorias para o Fórum de Palmeira
Encontro buscou avaliar alternativas para as problemáticas processuais e para dar celeridade aos processos das Varas de Família

Como uma possível alternativa para agilizar os processos, foi sugerida a realização de um mutirão. Foto: Itawi Albuquerque Como uma possível alternativa para agilizar os processos, foi sugerida a realização de um mutirão. Foto: Itawi Albuquerque

O diretor de prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL), Seccional Alagoas, Sílvio Arruda, esteve reunido, nesta quarta-feira (22), com o corregedor-geral da Justiça, desembargador Fernando Tourinho e com o juiz auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ/AL), João Paulo Martins, para discutir melhorias para o Fórum de Palmeira dos Índios, além de avaliar alternativas de comum acordo para os processos das Varas de Família.

Para o diretor de prerrogativas da OAB, Sílvio Arruda, o encontro teve o objetivo de buscar formas de resolver os problemas que foram identificados em audiência pública, que aconteceu no mês de janeiro deste ano. “O Tribunal passou a implementar soluções a esses reclames. Estamos aqui para realizar uma avaliação do que já foi resolvido, do que ainda está faltando e do que já se encontra encaminhado, buscando otimizar cada vez mais a atuação do próprio Judiciário em relação ao jurisdicionado”.

No encontro foi discutido ainda o acúmulo de processos nas Varas de Família, em virtude da ausência de profissionais para realizar as avaliações psicossociais. “Isso vem gerando uma prestação jurisdicional falha, que, na verdade, não é culpa do juiz ou da Vara de Família, é por falta de estrutura e de pessoal”, relatou o diretor.

O relatório da audiência pública apontou alguns equívocos e problemas no Fórum de Palmeira dos Índios, além da necessidade da presença de magistrados nas unidades, uma vez que dois juízes foram promovidos e um que foi afastado. “Penso que estamos dialogando, buscando alternativas para resolver os problemas apresentados. Os encaminhamentos estão sendo dados”, pontuou o corregedor.

Como uma possível alternativa para agilizar os processos, foi sugerida a realização de um mutirão.

“O corregedor instituiu uma sistemática de solução bastante interessante e efetiva, que são justamente essas conversas, reuniões, das quais as soluções vão surgindo. Às vezes, a solução da problemática vem por parte da advocacia, às vezes do próprio Judiciário, uma forma de gerir muito interessante”, finalizou o diretor.


Fernanda Santos – Ascom CGJ/AL

imprensacgj@tjal.jus.br - (82) 4009-7167 


Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.