Mediação e Conciliação 07/01/2021 - 12:00:04
Centros de mediação vão beneficiar moradores de Penedo e da parte alta de Maceió
Cejuscs foram inaugurados nesta quinta-feira (7); população poderá resolver conflitos antes de ingressar com demandas na Justiça

Presidente Tutmés Airan acompanhou as inaugurações virtuais, nesta quinta-feira (7). Presidente Tutmés Airan acompanhou as inaugurações virtuais, nesta quinta-feira (7). Foto: Caio Loureiro
TJAL já dispõe de 27 Centros de Mediação e Conciliação em Maceió e no interior

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) inaugurou, nesta quinta-feira (7), mais dois Centros Judiciais de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs), sendo um na Faculdade Pitágoras, no Shopping Pátio Maceió, e outro na Faculdade Raimundo Marinho, em Penedo. Com as novas unidades, o Judiciário passa a contar com 27 centros de mediação e conciliação.

O Cejusc da Faculdade Pitágoras é o primeiro dentro de um shopping no estado. "A gente aproveita um espaço de diversão e lazer e coloca uma ferramenta interessante a serviço da comunidade, dos moradores do Benedito Bentes e de bairros adjacentes", destacou o presidente do TJAL, Tutmés Airan.

De acordo com o desembargador, o Cejusc será utilizado para resolver conflitos antes que as partes entrem com ação na Justiça. "Sou fã da ideia da mediação e da conciliação porque entendo que essa é a política que mais aproxima o Judiciário de sua missão, que é resolver conflitos e promover a paz social".  

A previsão é que os primeiros atendimentos na unidade comecem dentro de 60 dias. Segundo a professora Savanna Matias, o objetivo é atingir o maior número de pessoas, oferecendo soluções conciliatórias nas áreas de família, Direito Tributário, entre outras.

"É um Centro para a comunidade. Nossa intenção é oferecer um atendimento humanizado, auxiliando as pessoas para que elas resolvam os seus problemas", reforçou.

Faculdade Raimundo Marinho

O Cejusc da Faculdade Raimundo Marinho, em Penedo, vai funcionar no Núcleo de Prática Jurídica da instituição e também atuará no pré-processual, solucionando demandas consumeristas, de família, entre outras. Segundo o diretor Lucas Romariz, os atendimentos devem começar no início de fevereiro e beneficiar não apenas a comunidade, mas também os alunos.

"Cerca de 40 estudantes de Direito serão agraciados com essa parceria e poderão ter essa experiência na área de conciliação", destacou.

Para o coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), juiz José Miranda, a busca pela solução pacífica dos conflitos é o caminho a ser seguido pelo Judiciário. "Quando você tem acordo, todos saem satisfeitos. O objetivo do Cejusc é este: disseminar a cultura da paz".

Participaram dos eventos de inauguração representantes do Shopping Pátio Maceió e das instituições de ensino, além de servidores do Judiciário.


Presidente Tutmés Airan, juiz José Miranda, subdiretor do TJAL, Walter Santos, e diretor da FRM, Lucas Romariz.

Diego Silveira - Dicom TJAL
imprensa@tjal.jus.br 
























LEGISLAÇÃO E NORMAS