Conciliação 19/01/2021 - 11:04:46
Tutmés Airan é o novo coordenador-geral do Nupemec
Objetivo do desembargador é ampliar número de centros de mediação e conciliação no estado; designação foi feita pelo presidente do TJAL, Klever Loureiro

Tutmés Airan é o novo coordenador-geral do Nupemec. Tutmés Airan é o novo coordenador-geral do Nupemec. Foto: Caio Loureiro
Desembargador Tutmés Airan assume a coordenação-geral do Nupemec
O desembargador Tutmés Airan é o novo coordenador-geral do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec). A designação, publicada nesta terça-feira (19), foi feita pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), Klever Rêgo Loureiro.

"Vou coordenar um trabalho que já está bem avançado. Vamos continuar espalhando a cultura da paz", disse o desembargador. Ainda segundo Tutmés Airan, o plano é criar mais Centros Judiciais de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs) no estado. "Quanto mais Cejuscs a gente criar e colocar pra funcionar melhor. Hoje temos 27, e a meta é chegar a uns 40 nesses dois anos. Vamos trabalhar pra isso", reforçou.

Para o presidente do TJAL, Klever Loureiro, a conciliação é um caminho que traz mais celeridade ao Judiciário. "Se o processo não for complexo, ele dura em média de dois a três anos, o que é muito se formos olhar as necessidades do jurisdicionado, das pessoas que necessitam e recorrem ao Judiciário. E a conciliação às vezes não passa de 60 dias e está resolvido", disse. 

E completou: "O lapso temporal é bem menor do que se [o processo] fosse seguir os procedimentos dos nossos códigos. É bom para o Poder Judiciário e melhor para o jurisdicionado". 

A vice-coordenação do Nupemec ficará a cargo do juiz José Miranda Santos Júnior. Já a coordenação-geral dos Cejuscs terá à frente a juíza Maysa Cesário Bezerra.

Nupemec

O Nupemec é o órgão encarregado de desenvolver a política de mediação e conciliação no âmbito do Judiciário estadual. Por meio de parcerias com entidades públicas e privadas, planeja e implementa ações buscando disseminar os métodos alternativos de solução de conflitos. Também é responsável por promover, junto com a Escola da Magistratura (Esmal), a capacitação de juízes e servidores nas áreas de mediação e conciliação. 

Diego Silveira - Dicom TJAL
imprensa@tjal.jus.br






















LEGISLAÇÃO E NORMAS