Memória 10/05/2021 - 15:18:02
Site do Centro de Cultura e Memória do TJAL permite visita virtual com imagens em 360º
Lançamento desta segunda-feira (10) faz parte das comemorações do Dia da Memória do Poder Judiciário

Dia da Memória do Judiciário tem palestra e lançamento de site com imagens em 360º, em AL
10 de maio - Dia da Memória do Poder Judiciário Brasileiro

Nesta segunda-feira (10), o Centro de Cultura e Memória do Judiciário (CCMTJAL) inaugura o seu passeio virtual, que conta, de forma instigante e atraente, os mais de 300 anos de história da Justiça alagoana. Confira!

O site, que apresenta imagens em 360º do Centro e de seu acervo, foi projetado e executado pela empresa Núcleo Zero, dirigida por Werner Salles. O projeto é apoiado pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), desembargador Klever Loureiro e o lançamento faz parte das comemorações preparadas pelo TJAL para celebrar o Dia da Memória do Poder Judiciário (clique aqui para conhecer a programação completa, que inclui palestra e live no Instagram). 

A Diretoria de Comunicação e o Centro de Cultura e Memória prepararam um vídeo para celebrar a data. Assista aqui.  

"Temos um acervo interessantíssimo que poderá ser acessado pela população alagoana e pelos turistas também. Essa é uma obra que que permite um passeio interativo por alguns dos fatos mais importantes da história de Alagoas", comenta o desembargador Tutmés Airan, presidente da Comissão de Gestão de Memória e Gestão Documental.

A diretora do CCM, Irina Costa, explica que o site em 360°, em realidade virtual, permite o acesso e divulgação do nosso CCM sem que as pessoas saiam de casa. 

“O CCM acompanha a tendência de outros museus e espaços de memória, principalmente, especialmente em tempos de pandemia. É uma maneira, também, da nossa história chegar a outras pessoas mundo afora e aguçar a curiosidade para a visita presencial”, destaca.


Acervo

O museu reúne documentos e fotografias históricos, que indicam desdobramentos jurídicos de casos emblemáticos na história de Alagoas, como o assassinato de Delmiro Gouveia (1917) e o impeachment do governador Muniz Falcão (1957).

Fatos marcantes da recente história alagoana e brasileira também fazem parte do museu, cujo acervo também proporciona aos visitantes imersão por fatos marcantes da história política brasileira. Há também espaço dedicado aos grandes juristas de Alagoas.

A montagem do museu físico teve consultoria técnica da doutora em Arquitetura Adriana Guimarães, professora da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e que atua na área de preservação e restauração de patrimônio cultural, e também da arquiteta Carla Cansanção.

O projeto arquitetônico de reforma do prédio centenário, onde o CCM está sediado, é de autoria das arquitetas Cláudia Lisboa e Clarice Gavazza, bem como a busca por objetos e luminárias antigas que foram restaurados. Obra foi fiscalizada pelos engenheiros André Malta e Luiz Valoura, também integrantes do Departamento Central de Engenharia e Arquitetura (DCEA) do TJAL.

Comunicação/ Esmal TJAL CA

imprensa@tjal.jus.br






















LEGISLAÇÃO E NORMAS