Mutirão 15/04/2016 - 12:52:07
Projeto Justiça Itinerante inicia serviços no bairro do Jacintinho
“Sempre tive o desejo de casar e constituir uma família”, diz moradora que se habilitou para casamento coletivo nesta sexta

Lucilene de Lima e Rogério Franco habilitaram-se para o casamento coletivo sábado. Lucilene de Lima e Rogério Franco habilitaram-se para o casamento coletivo sábado. Foto: Caio Loureiro
Projeto Justiça Itinerante inicia serviços no bairro do Jacintinho

O casal Rogério Franco, de 21 anos, e Lucilene de Lima, 22, que espera o primeiro filho, compareceu ao primeiro dia das ações do Projeto Justiça Itinerante, do Tribunal de Justiça de Alagoas, no bairro do Jacintinho, para ajustar os detalhes burocráticos do casamento, que será celebrado neste sábado. Ao todo, 250 casais oficializarão suas uniões com apoio do Poder Judiciário, numa celebração coletiva presidida pelo juiz André Gêda.

“Sempre tive o desejo de casar e constituir uma família com a pessoa que eu amasse. Quando conheci o Rogério, senti que esse era o momento. Estamos juntos há um ano e durante esse tempo engravidei. A vinda do Guilherme William será para concretizar o nosso amor. Soubemos dessa oportunidade que a Justiça oferta à comunidade. Viemos e conseguimos marcar para amanhã (sábado) o nosso casamento”, disse Lucilene.

De acordo com o juiz coordenador do Projeto, André Gêda Peixoto Melo, o primeiro dia de ação do Judiciário está sendo produtivo. “A procura por emissão de identidade, carteira de trabalho, CPF e casamento está sendo muito grande. Além desses serviços, os moradores terão a chance de usufruir serviços na área da saúde, através da parceria que o Judiciário firmou com o Centro Universitário Tiradentes (Unit)”, explicou.

Estudantes recebem primeira via de identidade

Quem também saiu bastante satisfeita da ação foi Suely Pinheiro. A dona de casa levou os dois filhos Gabriel, de 13 anos, e Otávio, 11, para tirarem pela primeira vez suas identidades. “Fiquei sabendo pela televisão que esses serviços estariam sendo oferecidos aqui no bairro e corri para participar. Os meninos estavam precisando do documento para consultas. Aproveitei a ocasião e resolvi tudo sem pagar nenhuma taxa”, relatou.

O presidente do TJ/AL, desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas, destacou a importância do projeto desenvolvido pela Justiça Itinerante nas comunidades. “Essa é a nova tônica do Judiciário, aproximar a Justiça do cotidiano da comunidade. Estamos sentindo que nosso trabalho está sendo cada vez mais aceito e obtendo uma resposta positiva por parte da sociedade”, afirmou

Programação tem continuidade neste sábado

A ação foi dividida em duas partes. Nesta sexta-feira (15), serão apenas disponibilizados os serviços de emissão de carteira de identidade, CPF, título de eleitor, carteira de trabalho, verificação de pressão arterial e glicemia, distribuição de preservativos, aplicação de flúor, avaliação nutricional e habilitação dos casais para o casamento coletivo.

No sábado (16), está prevista a cerimônia de casamento coletivo com 250 casais e  também poderão ser propostas ações cíveis de menor complexidade, a exemplo de alvarás, divórcios e separações consensuais, oferta de alimentos, reconhecimento de paternidade, retificação de registro civil e suprimento de óbito e RN.



Bárbara Guimarães - Dicom TJ/AL
imprensa@tjal.jus.br - (82) 4009-3141/3240























LEGISLAÇÃO E NORMAS